Aguarde por favor...

Dezembro Laranja – Mês de prevenção ao Câncer de Pele

dezembro-laranja.png

A pele é o maior órgão do corpo e desempenha funções importantes como proteção natural contra o sol e regulação da temperatura. Possui três camadas: a epiderme, a derme e a hipoderme.

Apesar dos grandes avanços da ciência na busca por novas alternativas no tratamento do câncer de pele, a prevenção ainda é o melhor caminho para reduzir a incidência da doença.

O câncer de pele é o tipo mais comum no mundo e no Brasil corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país e quando detectado e tratado precoce apresenta alto percentual de cura.

O câncer de pele apresenta três tumores de diferentes tipos. Os mais frequentes, o carcinoma basocelular e o carcinoma epidermóide possuem melhor prognóstico, enquanto que o melanoma maligno pode ter uma evolução ruim.

Comum em pessoas adultas, o câncer de pele é raro em crianças e negros, porém, com a constante exposição de jovens aos raios solares, a média de idade dos pacientes vem diminuindo.

Pessoas de pele clara, sensível à ação dos raios solares, com história pessoal ou familiar deste câncer ou com doenças cutâneas prévias são as mais atingidas.

A exposição à radiação ultravioleta provoca danos à pele como o envelhecimento precoce, a perda de elasticidade, rugas profundas, manchas, redução da produção de colágeno e do herpes labial. Este se manifesta por alteração da imunidade.

O diagnóstico do câncer de pele está embasado no aspecto clínico, cor e forma da lesão e resultado da biópsia.

Apresenta características diferentes entre si como forma irregular, alteração na cor, na consistência e no tamanho; crescimento lento e progressivo; aparência rosada, avermelhada ou escura; pode ter aspecto de ferida que não cicatriza ou de pintas que crescem devagar, mas que coçam ou sangram. Ou ainda assimétricas e com bordas irregulares.

Na dermatologia utiliza-se o mnemônico ABCDE para identificar essas lesões:

A – assimetria

B – bordas

C – cor

D – diâmetro

E – evolução

 

O tratamento depende do estágio em que a doença se encontra. A cirurgia é o procedimento mais comum e consiste na retirada da lesão. Em casos mais graves, pode ser seguido de quimioterapia ou radioterapia.

O Brasil é um país tropical, onde as temperaturas são altas o ano todo e cuidar da pele, usar protetor solar e hidratar são medidas essenciais de saúde.

Assim, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) entende a necessidade de prevenção e estende a campanha preventiva do câncer de pele – Verão Laranja – para todo o verão.

Veja abaixo alguns cuidados importantes:

– Evitar exposição solar em horários entre 10h e 15h;

– Evite o uso de câmaras de bronzeamento artificial;

– Usar protetor solar diariamente e reaplicar quando necessário;

– Usar acessórios como chapéu, boné, óculos, roupas claras;

– Faça o autoexame regularmente a procura de alterações na pele, como manchas, pintas ou feridas que não cicatrizam;

– Realizar consultas regulares ao dermatologista se tiver pele clara ou histórico familiar de câncer;

A prevenção é recomendada para todas as pessoas e independe da idade. Sempre que houver dúvidas, procure um médico dermatologista.

Unidade Radioterapia ABC

Telefone: 11 4433 4141
Agendamentos: atendimento@radioterapiaabc.com.br
Informações: contato@radioterapiaabc.com.br

Endereço: Avenida Portugal, 592 Centro - Santo André - SP - CEP: 09040-000

Unidade Radioterapia ABC Mulher

Telefone: 11 3171-0078
Agendamentos e informações: braquiterapia@radioterapiaabc.com.br
Endereço: Rua Pamplona, 100 - Jardim Paulista, São Paulo - SP CEP: 01405-000

No interior da Clínica Cepro.